Planeta Home

Rakuten

sábado, 31 de dezembro de 2016

Análise do Planeta Marvel: Guerras Secretas – O Espetacular Homem-Aranha 4 (Editora Panini)

Veja a análise do Planeta Guerras Secretas – Homem-Aranha 4: Guerras Secretas 2099, escrito por Peter David e desenhos de Will Sliney, lançado pela Panini.


Sinopse:
A Alchemax dispõe de um grupo de funcionários superpoderosos para proteger os cidadãos de Nova York de um futuro não muito distante! Um prêmio é oferecido pela vilania local pela cabeça de uma famosa vingadora em Guerras Secretas 2099! O roubo de algumas joias desencadeia uma série de eventos trágicos, o grupo começa a se desentender e as ameaças vêm de onde menos se espera...

Análise:
Antes de qualquer coisa, é bom lembrar que na época do lançamento de Guerras Secretas, o editor Tom Breevort disse que todos os tie-ins, embora levassem os títulos de grandes sagas que marcaram a Marvel, os autores teriam total liberdade de escolhas e adaptação das histórias. Deixarei esse lembrete em todas as minhas análises de Guerras Secretas.

Dito isso, Guerras Secretas 2099 mostra a cidade de Nueva York, dominada por megacorporações, onde uma delas, a Alchemax financia seus heróis, os Vingadores que são liderados por Miguel Stone, ex-Homem-Aranha. Depois que um de seus integrantes sofre um atentado de morte, os Vingadores são convocados para investigar e se deparam com os Defensores, um grupo de heróis que age de forma independente. Peter David dá continuidade ao universo 2099 que ele mesmo criou nos anos 90, reimaginado para o Mundo Bélico. E faz isso bem a seu estilo, com diálogos sagazes e, por vezes, divertidos, personagens bem definidos e muitas vezes debaixo de um código dúbio, e uma trama que reserva uma pequena surpresa no final. Leitura recomendada.


Por Roger