Planeta Home

Rakuten

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Colaboradores do Planeta Mensal: O Doutor Chegou!

Não é de hoje que a Panini se comporta como uma daquelas produtoras de séries que lançam produtos no mercado analisando seu resultado e, dependendo do gosto do público, permanecem ou não, como se fosse uma temporada de testes para novas publicações. De um lado é bem legal porque temos sempre novidades nas bancas e a editora assumiu muito bem o trabalho de anos da Editora Abril. Nessa esteira temos exemplos como Quarteto Fantástico & Capitão Marvel, Demolidor & Hulk, Homem de Ferro & Thor, Flash e Arqueiro Verde, agora na onda do enorme sucesso do cinema e com toda a boa “vibe” em cima do personagem, chegou às bancas a novíssima revista do Doutor Estranho, a publicação trás a elogiada fase de Jason Aaron nos argumentos e Chris Bachallo na arte.


Sinopse oficial:
“O Doutor Stephen Strange é o Mago Supremo da Terra e passas seus dias protegendo os humanos de ameaças inimagináveis. No entanto, alguma coisa não está certa e um fluxo crescente de criaturas místicas está fugindo para nossa dimensão. Apenas mais um trabalho para o Doutor Estranho!”

Jason Aaron é um nome respeitado no mundo das HQs, tendo no seu currículo a recente fase do Thor, a saga Pecado Original e a excelente série Escalpo pelo selo Vertigo da DC. Vemos esse talento logo nas primeiras páginas da saga O Método do Bizarro que abre a publicação, o Doutor Estranho foi tratado na maioria das vezes com altas doses de drama e tensão em suas aventuras, de uns tempos para cá foi explorado um lado mais humano, cômico até da sua personalidade e é o que essa série promete, mostrar que o Mago Supremo da Terra é uma pessoa com sentimentos, dada a tentações e a falhas como todos nós, a diferença é que ele pode ver e transitar por mundos e realidades invisíveis para nós, meros mortais, e é o seu fardo nos proteger de várias ameaças com as quais nem sonhamos e ele perde com isso, sem pedir nada em troca, claro que nada o impede de se divertir um pouco pelo caminho.


Outro fator é a bela arte de Chris Bachallo, desenhista de títulos como X-Men e Homem-Aranha, ele entrega um trabalho limpo, sem excessos visuais e que traduzem bem a visão do universo mágico do Doutor Estranho, duas passagens da HQ que são bons exemplos: Uma mera caminhada pela rua é normal para nós, mas totalmente diferente para o Doutor, se vir alguém se comportando de maneira estranha pela rua, talvez não seja frio ou bebedeira, pode ser algo bem mais sinistro atormentando a pobre figura e o outro exemplo é a visão do Sanctum Sanctorum, o lar de Estranho, como uma ponte para vários lugares mágicos e em constante movimento, dentro e fora da realidade, como a nova coadjuvante Zelma Stanton pena para descobrir na sua primeira visita a estranha casa do Doutor. Ponto também para o belo mosaico mostrando a origem e os primeiros dias de Stephen Strange como o Mago Supremo.


Essa edição é o início de uma ameaça a todos os místicos de nossa realidade, um estranho grupo determinado a erradicar a magia das dimensões avança uma após a outra atacando seus representantes, fazendo seres mágicos fugirem e afetarem nossa dimensão causando situações, infestações, que Estranho começa a presenciar agora, ainda sem saber do perigo que se aproxima. Outros Mestres Supremos tentam enviar alertas e nos alcançar, ainda sem sucesso dado o grande poder desse grupo e o desenrolar dessa situação acompanharemos na próxima edição.

Um começo muito positivo para uma publicação exclusiva do Doutor Estranho que, espero, tenha vida longa em nossas bancas. Nos vemos no número 2, enquanto isso corra para pegar o seu número 1 enquanto os Ventos de Watoomb não os fazem voarem das bancas!

Doutor Estranho 1, revista mensal, formato americano, 60 páginas, capa couché, papel LWC, lombada canoa, R$ 7,60.


Por Giulianno de Lima Liberalli
Colaborador do Planeta Marvel/DC