Planeta Home

Rakuten

terça-feira, 6 de junho de 2017

Comentário do Planeta Marvel: Aranhaverso #10 (Editora Panini)

Leia o comentário do Planeta sobre Aranhaverso #10, formato americano, 148 páginas, lombada quadrada, R$ 18,20, lançado em março de 2017 pela Editora Panini.


Comentário:
Spider-Man 2099 #4: Miguel O’Hara está tentando consertar sua linha temporal e construiu um portal que lhe permite ser transportado até 2099. Roberta Mendez, sob influência da Capitã América descobre e abre esse portal permitindo a invasão do caçador Qweeg. A Capitã América também deseja retornar à sua época em 2099, mas acabou liberando uma grande ameaça ao nosso tempo. Uma história abaixo do nível que o escritor Peter David costuma desenvolver, mas compreensível, pois serve mais como uma ligação para eventos futuros. Leitura satisfatória.

Spider-Man 2099 #5: Resquício da saga Guerras Secretas, a Capitã América veio parar no presente sem ter certeza exatamente de como ou por que. O que ela sabe é que precisa deter Qweeg e envia-lo de volta, e conta com a ajuda do Homem-Aranha 2099. História calcada na ação derivada do confronto entre Qweeg e a dupla de heróis de 2099 e a expectativa para o desenrolar da trama, que revela o Punho. Leitura recomendada.

Web Warriors #3: Um grupo de Electros consegue acesso ao Mundo-Tear, a base dos Guerreiros da Teia, encontrando uma resistência inicial com Karn, o Tecelão-Mestre e Anya Corazón. Mesmo com a chega de outros Guerreiros da Teia, a superioridade numérica dos Electros obriga o grupo a fugir para a Terra 803. Gwen-Aranha escapa juntamente com o Electro da Terra 449 e vão até a Terra 982 de Mayday Parker. Os Electros continuam a dar trabalho para os Aracnídeos e a história segue em ritmo de aventura e viagens dimensionais. Leitura recomendada.

Spidey #1: O jovem Peter Parker em seus primeiros dias como Homem-Aranha. Durante uma excursão escolar pela Oscorp, o local é invadido pelo Doutor Octopus. Ainda bem que um dos alunos é Peter Parker. Imagine o Homem-Aranha em início de carreira nos dias atuais em meio à rápida tecnologia de comunicação via redes sociais e a automatização de informações. Uma versão interessante e moderna, e que mantém a caracterização original do herói. Leitura satisfatória.

Spider-Woman #3: Devido à localização da maternidade, Jéssica Drew precisará reativar os portais pelo lado de dentro para que a Capitã Marvel e sua Tropa Alfa possam entrar e deter os skrulls. Para isso, ela recorre a Nagillium, o projetista responsável pelos sistemas do hospital e ainda precisa encontrar o Príncipe Klundirk antes dos rebeldes skrulls. Fortes emoções e muita diversão nessa história de sobrevivência. Leitura altamente recomendada.

Silk #3: Peter Parker descobre que Cindy Moon está trabalhando infiltrada na gangue da Gata Negra e vai confronta-la sobre os perigos que ela está correndo. Ela continua a visitar seu irmão em recuperação, tenta conciliar tantas “vidas diferentes” em um só dia, até que recebe sua próxima missão da Gata Negra – investigar uma fortaleza subterrânea que serve com um campo de treinamento da Nação Duende.

Spider-Gwen #4: Atrás de vingança pela morte de seu amigo Peter Parker, Harry Osborn encurrala Gwen-Aranha e dois grandes amigos se confrontam em um duelo de palavras e de ações, uma luta sem sentido, onde Gwen tenta resolver um mal entendido. Momentos reveladores nesse drama juvenil intenso. Leitura recomendada.


Por Roger